Você trabalha no Japão? Entenda então como é calculado o seu imposto de renda e municipal!

Imposto de renda, imposto residencial, imposto sobre consumo, imposto de carro, imposto da casa própria, imposto disso imposto daquilo,
são tantos que às vezes nos perdemos e nem sabemos o que estamos pagando não é mesmo?

E se você é um trabalhador assalariado, mesmo não tendo carro ou casa ou não consumindo nada (isso é possível?) existe 2 impostos que você não pode fugir: imposto de renda e residencial!

Pois são deles que vou falar hoje.

Quem me acompanha aqui já algum tempo, sabe que eu tento escrever de uma forma bem fácil de entender, e também gosto muito de NÚMEROS! Então é isso que vou mostrar aqui para você. Como você mesmo pode calcular seus impostos! Assim você pode fazer uma reserva previamente e não passar apuros lá na frente. Mente Rica por favor!

Entenda então como é calculado o seu imposto de renda e municipal!

Imposto de Renda

Como o próprio nome diz, é o imposto que você precisa pagar de acordo com o tanto que você trabalhou. É descontado todos os meses do seu salário (Isso é chamado de Gensen Tyoshu, por isso o nome de Gensen aquele papelzinho que te entregam todos os anos) e no seu holerite vai estar escrito ¨Shotokuzei – 所得税¨.

Mas sabia que esse valor que eles retiram do seu salário é apenas uma estimativa? Sim, o valor que você paga todos os meses do seu imposto de renda, não é o valor certinho.

Por isso que lá por volta de novembro, a sua empreiteira ou onde você trabalha, te entrega uns papéis para você carimbar e escrever quem são seus dependentes. Assim a própria empresa calcula para você o valor certo e abate o restante no salário de dezembro. Isso é chamado de Nenmatsu Tyosei.

Então eu não preciso fazer a declaração de imposto de renda?

Isso mesmo! A não ser que você não tenha declarado os seus dependentes certinhos ou outras coisas que eu falo nesse artigo aqui >> clique aqui!

E como é imposto de RENDA, se você tiver outras rendas fora a do seu serviço principal, como por exemplo: se você presta serviços à parte, aluguéis, imóveis, investimentos, dividendos e etc. Você precisa fazer o Kakutei Shinkoku, que é a declaração de imposto de renda.

E o Kakutei Shinkoku da para fazer Online lá por fevereiro ou março. Quando estiver nessa época assista esse tutorial >> clique aqui!


Imposto Residencial

O imposto residencial, na verdade ele é a junção do imposto municipal com o imposto da província. Eles utilizam esses impostos para coisas da própria cidade ou da província, por isso cada lugar têm os seus cálculos diferenciados.

A questão de ser calculado referente ao salário é igual o imposto de renda, porém você pagará esse imposto somente no próximo ano.

Por isso que o primeiro ano de Japão, é o ano que você mais consegue juntar dinheiro, já que você AINDA não precisa pagar esse imposto residencial.

Não esqueça!

Para quem trabalha pouco período, com um salário de mais ou menos inferior a 88,000 ienes mensal fica isento desses impostos acima. (Você sim, pode fugir desses impostos!) E quem é estudante também, só que com o teto de 1,3 milhões mais ou menos.
Porém como citado acima, o imposto de renda é descontado uma estimativa todos os meses, então se você não declarar direitinho no Nenmatsu Tyosei, e não declarar por conta no Kakutei Shinkoku, esse dinheiro que você pagou a mais não será devolvido, cuidado!

Enfim, quanto de imposto devo pagar?

O cálculo é BEM complicado. Mas simplificando um pouco, a porcentagem do imposto de renda (do salário) é a tabela seguinte. E aqui, quando se fala RENDA, não quer dizer o valor do seu salário total, e sim o valor com o shakai hoken, seguro desemprego, auxílio transporte e outros descontados!

Porcentagem de imposto referente à renda
Renda (ienes) Porcentagem Dedução (ienes)
Menos de 1,950 mil 5% 0
1,950 mil – 3,300 mil 10% 97,500
3,300 mil – 6,950 mil 20% 427,500
6,950 mil – 9,000 mil 23% 636,000
9,000 mil – 1,800 mil 33% 1,536,000
1,800 mil – 40,000 mil 40% 2,796,000
Mais de 40,000 mil 45% 4,796,000

https://www.nta.go.jp/taxes/shiraberu/taxanswer/shotoku/2260.htm

 

O imposto residencial também é bem complicadinho, mas você pode colocar 10% do valor da renda anual mais uns 5,000 ienes.

Vou deixar o link de um site com uma calculadora maravilhosa para você! (Site em japonês)
https://tools.m-bsys.com/calculators/tax.php

Entenda os Koujyos(Deduções)!

Quando se fala em declaração de imposto de renda, é muito importante você saber o que pode ser descontado do valor total.

Vou deixar aqui uma listinha para vocês irem se preparando.

  • Dedução normal – Valor de 380 mil para imposto de renda e 330 mil para imposto residencial.
  • Dedução cônjuge dependente (Teto de 1,03milhões)
  • Dedução cônjuge dependente especial
  • Dependentes
  • Gastos médicos
  • Desastres naturais ou roubos
  • Shakai Hoken
  • Seguro de vida
  • Seguro de terremoto
  • Seguro de pequenas empresas
  • Doações (Leia sobre o Furusato Nozei)
  • Pessoas especiais
  • Víuvas ou separadas
  • Estudantes
  • Dividendos
  • Imposto do exterior
  • Financiamento imobiliário da casa própria
  • Reforma contra terremoto
  • Reforma da casa própria

Fora esses, há outras coisas que podem ser abatidas no importo residencial, por isso se esse ano for de muitas coisas novas para você, é importante você estar se informando na receita em como fazer o Kakutei Shinkoku direitinho.

Entender como funciona os impostos não te deixa só com mais conhecimento, e sim recarrega o seu interesse em poder reduzir um pouco do imposto de renda e municipal, que não são nada baratos!

E você sabe como fazer isso?

Leia mais sobre o Furusato Nozei! >> clique aqui!


Não vou entrar em mais detalhes porque se não vai ficar muito longo, e claro que cada caso é um caso, então é necessário um pouco também você mesmo ver o que pode e não pode deduzir no seu imposto. 

Esses dois impostos normalmente são descontados do salário sem que a gente sinta muito o quanto estamos pagando anualmente. 
Calcular eles e fazer as deduções certas é de extrema importância não só para o seu bolso, mas para o seu conhecimento como cidadão das terras nipônicas. 

Se você mesmo não se interessar pelo o que você mesmo paga, quem vai fazer por você? 

Qualquer coisa entre em contato comigo e marque uma consultoria. 

Se cadastre para futuras vagas do curso Shoshinsha Financeiro e garanta a sua!


Se quiser ter essas dicas fresquinhas, se cadastre no Blog e receba as notificações!

E me acompanhe nas redes sociais também! Lá você terá dicas valiosas diariamente.

Instagram: https://www.instagram.com/clarissemiamoto/

Facebook: https://www.facebook.com/clarissemiamoto/

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *