Com a briga dos EUA x China, seus zangyos podem acabar?

 

EUA x China como fica o Japão?

Ontem foi anunciado pelo Trump, o aumento de tarifa dos EUA sobre os produtos da China. Alguns produtos que ainda são tarifados por 10% serão elevados para 25%.

Ao ver essa notícia eu já me preparei para a bolsa de valores de hoje,
e fiquei pensando ¨será que todos sabem no que isso poderá influenciar no Japão?¨

Se você já tem uma idéia, ou não, leia esse post e fique informado sobre a guerra comercial entre EUA e China!

Como de costume, antes de entrar no assunto, te convido à me seguir nas redes sociais.

EUA X China


Para quem sequer sabia que os EUA e a China estavam em guerra, primeiro irei fazer uma introdução bem resumida do que está acontecendo.

O que é essa tal de tarifa que vai aumentar?

Você já deve ter percebido que muitos produtos que nós encontramos aqui no Japão, não conseguimos comprar com o mesmo valor no Brasil.

Esses dias mesmo, eu estava entre amigos comentando sobre o preço do iPhone. No Japão o iPhone mais novo, o Xs custa por volta de 112,800 ienes.
Já no Brasil o mesmo custa mais de 7,300 reais. Convertendo para ienes fica por volta de 200 mil ienes (+/- 1BRL=28JPY).

Ou seja, quando você compra no Brasil o iPhone Xs, é quase 80 mil ienes a mais do que quando você compra o mesmo produto no Japão.

Isso acontece pela questão que estamos abordando nesse artigo: a tarifa entre países.

 

Cada país tem o seu ¨amiguinho¨ de exportação e importação, assim eles fazem um acordo entre eles e abaixam essa tarifa de produtos. Por isso essa diferença de preços.

No caso do Brasil, ele costuma ter tarifas mais baixas para países da américa latina do que para outros países (esse acordo é chamado de MERCOSUL). Não vou entrar em detalhes aqui, mas foi só para você ter uma idéia do porque ter tanta diferença no valor de um produto.

Você deve estar se perguntando.

Se a maioria dos produtos vêm da China, não é desvantagem então aumentar essa tarifa?

Para nós consumidores, quanto mais barato o produto, realmente é melhor! Mas vamos ver por outro ponto de vista.

Voltando ao exemplo do iPhone. Como todos sabem (se não souberem irão saber agora), algumas peças do iPhone é produzido no Japão como algumas partes interna e a tela do smartphone.
Mas ele realmente é montado e finalizado na China, e não nos EUA onde é situada a Apple, pois na China a mão de obra é mais barata e também os gastos para enviar essas partes que são produzidas no japão são menores. )(Japão até a China é um pulo!)

Então até mesmo os iPhones tem tarifas quando entram nos estates! E isso é desvantagem para os consumidores estadunidenses quando a tarifa aumenta.

Imagine então, se para fabricar o iPhone nos EUA custar o mesmo tanto (ou até menos) quando fabricado na China mais a tarifa?

Com certeza a Apple optará por fabricar no próprio país não é mesmo?

Produzindo nos EUA, além de reduzir o custo da tarifa, aumentará o emprego nos EUA, pois precisará de alguém para montar esses iPhones e os impostos dessa fábrica serão pagos para os EUA, aumentando assim o money do país. E várias outras vantagens!

Claro que o Trump quer isso também. Mas há outros fatores como a China não obedecer algumas regras de comércio que eu não irei citar aqui se não ficará muito longo.

 

E afinal Clarisse, o que isso tem a ver com o Japão?

Como o exemplo acima, não só o iPhone, mas vários outros produtos são montados na China, mas as peças são produzidas no Japão.
Então se por causa do aumento da tarifa, a produção reduzir, o Japão com certeza será afetado. Inclusive você que está lendo esse artigo e produz peças que são exportadas para a China.

Além disso, não é só com a China que o Trump-san está tendo um atrito comercial e quer aumentar a tarifa para 25%.
Você sabia que 40% do mercado automobilístico estadunidense é constituído de carros japoneses?

Muitos americanos compram os nossos carros ao invés de carros americanos.
Imagine se as tarifas dos carros importados do Japão aumentarem também? O preço dos carros elevará, e talvez os carros japoneses não se tornem tão atraentes mais assim.
Reduzindo então as vendas e consequentemente a produção.

Você trabalha para alguma fábrica que produz peças ou mesmo montadora de veículos aqui no Japão?
Se a produção diminuir, o que acontecerá com a sua carga horária?

Lembrando que esse artigo é só uma reflexão sobre a notícia do aumento da tarifa EUA X China.
Não estou afirmando que a produção das fábricas japonesas irão diminuir, ou que irão cortar os seus Zangyos (horas extras).

Mas sempre é bom estar pensando nas consequências dos acordos internacionais. E pensar no que isso poderá ocasionar em nosso dia a dia.

 


Sem querer fazer propaganda, mas já fazendo, esse tipo de reflexão eu ensino para os meus alunos do curso Shoshinsha Financeiro.
Esse tipo de notícia é muito relevante para a variação da cotação e das ações japonesas.

Se cadastre para futuras vagas do curso Shoshinsha Financeiro e garanta a sua!


Se quiser ter essas dicas fresquinhas, se cadastre no Blog e receba as notificações!

E me acompanhe nas redes sociais também! Lá você terá dicas valiosas diariamente.

Instagram: https://www.instagram.com/clarissemiamoto/

Facebook: https://www.facebook.com/clarissemiamoto/

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *